Conheça alguns cuidados para deixar sua escova limpinha…

Uma boa escovação dental é imprescindível para uma vida saudável  e também livre de bactérias e demais problemas bucais. No entanto, em nossa tão agitada rotina, acabamos nos esquecendo de manter as condições necessárias para o uso do tão precioso item que permite  que todo processo de limpeza da boca seja realizado.

Pensando em você, preparamos dicas sobre como higienizar a sua escova dental, como também os cuidados que se fazem necessários quando o assunto é a saúde dos dentes – confira:

Local

Todos os dias a sua escova deve ser limpa e bem armazenada. Por isso, o primeiro fator de peso que determinará se o item será ou não próprio para o uso, se torna o local onde você irá dispor o objeto.

Segundo especialistas, ao usarmos o toalete, vários agentes patogênicos e coliformes fecais ficam presentes no ar do banheiro, principalmente quando a descarga é pressionada com a tampa do vaso aberta. Deste modo, a escova de dental deve ficar em locais fechados, tais como armários,  gavetas ou porta-escovas com tampas, para assim evitar a proliferação de bactérias.

Higienização

Lembrando que a escova dental  é uma importante aliada contra a placa bacteriana, gengivite, mau hálito e aquele horrível aspecto amarelado e com restos de comida, devemos diariamente fazer uma limpeza nesta tão fiel amiga que possuímos.

Para isto, não basta apenas retirar o excesso de água da escova e nem lavá-la com água corrente: faz-se de extrema importância higienizá-la com produtos que tenham ação antimicrobriana, como os enxaguantes bucais, a título de exemplo.

Após a escovação, enxague e seque bem a sua escova, aplicando sobre as cerdas o enxaguante bucal.  Guarde-a sem retirar o produto em um recipiente fechado, livre da exposição dos microorganismos e apenas a lave com água corrente no dia seguinte, antes de usá-la -  deste modo, você eliminará as possíveis bactérias mortas.

Lembre-se que assim como ninguém reutiliza o fio dental ou as roupas sujas em dias subsequentes, o processo de higienização é um hábito que deve ser adquirido diariamente e sem exceção.

Cuidados

Segundo os dentistas, o período para trocar as escovas varia entre dois e três meses, porém fique atento ao seu aspecto: mesmo com processo de higienização, que aumenta muito a sua durabilidade, quando ela já estiver gasta ou com uma aparência escura, já é hora de trocá-la por uma nova. Indica-se também, fazer o mesmo quando o usuário se cura de gripes ou resfriados, de modo que os germes podem sobreviver a ponto de retomar todo o processo infeccioso.

Tomando simples precauções é possível manter as condições de saúde necessárias para você e toda a sua família – são dicas que vale a pena investir. Fonte: Mundo das Tribos portal R7

Dicas para uma correta escovação dos seus dentes…Confira!!!

Ao contrário do que se pode pensar, escovar os dentes não é tão simples. Apesar de fazer isso todos os dias, tem muita gente que não sabe escovar os dentes. Uma escovagem adequada, ajuda a remover a placa das superfícies interiores, exteriores e de mastigação dos seus dentes. A utilização do fio dental ajuda a remover a placa e os resíduos do espaço entre os dentes, especialmente em áreas de acesso difícil na zona imediatamente abaixo da linha das gengivas.

Passo a passo:

1) Segure a escova de modo que ela fique em um ângulo de 45 graus em relação aos dentes. Concentre-se na região de junção entre as gengivas e os dentes, pois é aí que se concentram os resíduos;

2) Faça movimentos horizontais bem curtos, vibrando as cerdas, ou faça pequenas rotações na direção do dente;

3) Fique por volta de 10 segundos em cada região que deve cobrir no máximo dois dentes;

4) Comece limpando a parte de fora dos dentes superiores, depois a dos inferiores, sempre seguindo os movimentos e angulação recomendada acima;

5) Escove as superfícies internas dos dentes de trás superiores e inferiores também, seguindo os movimentos e as angulações recomendadas;

6) Segue a escova perpendicularmente à língua para limpar a parte interior aos dentes da frente, começando pelos superiores e depois aos inferiores. Siga a mesma movimentação recomendada anteriormente;

7) Limpe a superfície de mastigação dos dentes de trás com movimentos para frente e para trás. Comece pelos dentes superiores e somente depois passe aos inferiores;

8) Para terminar, escove bem a língua;

9) Escolha uma escova de dentes com cerdas macias e que tenham as pontas arredondadas e polidas para não arranhar o esmalte dos dentes e com a cabeça do tamanho proporcional à sua arcada dentária. Exemplo: Quem tem a boca pequena, logicamente que deve escolher uma escova de cabeça pequena;

10) Prefira um creme dental com flúor, pois este ajuda a recompor o esmalte do dente corroído, além de inibir a própria corrosão;

11) Escove seus dentes pelo menos três vezes ao dia: após as refeições e antes de deitar. Evite comer ou beber produtos açucarados. Ao ingeri-los, escove os dentes em seguida.

Após a escovação:

            Após a escovação, recomenda-se fazer dois ou três bochechos bem vigorosos com água. Com sucessivos bochechos e a substituição da água, conseguimos remover por completo da boca, toda a placa bacteriana e os restos alimentares que foram soltos com o fio dental e a escovação, para que estes não possam “grudar” novamente nos dentes, além de removermos também o creme dental já utilizado. Completando a higiene bucal, finalmente pode-se bochechar com antissépticos adequados. Se em certas ocasiões não for possível escovar os dentes, faça pelo menos bochechos. Embora seja uma importante fonte de energia, o açúcar é o principal alimento das bactérias que formam a placa bacteriana, conseqüentemente a cárie. Após algumas horas, o açúcar que está contido em doces, balas e chocolates que costumamos comer entre as refeições, transformam-se em ácido lático. O açúcar não está presente só nos doces. Muitos alimentos que ficam entre os dentes, transformam-se em açúcares e este, após algum tempo, também transformam-se em ácidos. Estes ácidos atacam o esmalte, provocam sua corrosão e dão início à cárie. Por isso, é importante que as crianças (e também os adultos) escovem os dentes todas as vezes que comerem.

Cuidados especiais com as crianças:

            A criança deve adquirir o hábito de escovar os dentes antes dos dois anos de idade. Para despertar a curiosidade das crianças com relação ao hábito de escovar os dentes, os pais devem escovar os dentes na frente das mesmas. Depois, os pais devem presentear as crianças com escovas dentais infantis, para que elas possam acompanhá-los nas escovações.

            Os pais podem deixar as crianças escovar os dentes primeiro e depois devem repetir a operação quando as mesmas estiverem na faixa etária de 2 a 7 anos. Para escovar os dentes dos seus filhos, os pais devem ficar atrás das crianças, afastar os lábios e as bochechas com a mão esquerda e escovar os dentinhos das crianças com a mão direita (se for destro, ou o contrário, se for canhoto). 

            A parte de dentro (face lingual ou palatina) e de fora (face vestibular) dos dentes, devem ser escovados com movimentos circulares e movimentos de varredura (varrendo a superfície do dente – da gengiva para baixo em dentes superiores e da gengiva para cima em dentes inferiores), já a parte de cima dos dentes (onde os alimentos são mastigados – face oclusal) devem ser escovadas com movimento de vai e vem.

            Com o avançar da idade as crianças podem e devem escovar seus dentes sozinhas. Os pais devem estar atentos com a quantidade de pasta dental que seus filhos estão usando (devendo ser usado o mínimo necessário de creme dental), evitando que os mesmos engulam grande quantidade de pasta de dentes. Fonte: Portalbrasil.net