BOTOX EM ODONTOLOGIA

A Toxina Botulínica ou Botox (nome comercial) é novidade no uso em odontologia, com fins terapêuticos tem sido aplicada em cefaleia (dores de cabeça) de origem odontológica, bruxismo, apertamento e no sorriso gengival. Seu efeito inicia entre 2 a 7 dias e duram em média de 4 a 6 meses. A aplicação só pode ser realizada por profissional que realizou o curso de credenciamento, na Clinica CEIOP Dr Alysson Rodrigues está apto para realizar as aplicações e conta que tem aplicado muito em casos de bruxismo/apertamento para os casos de implante carga imediata ou mesmo em pacientes que quebram muito as restaurações e até mesmo os seus dentes devido uma hiperatividade muscular que com a aplicação da toxina botulínica diminui-se a força (contração) muscular. Mais uma novidade que a Clinica CEIOP tem para oferecer aos seus pacientes.

UM NOVO SORRISO “EXPRESS”

                                                                                                                                                                                                                             
              Hoje o mundo cobra resultados rápidos,sejam os salões de beleza express, sejam os fast food, sejam as informações que chegam em minutos e até segundos e por que não uma odontologia com resultados mais rápidos. Pensando nisso a Clinica CEIOP acompanhando a evolução dos materiais odontológicos como cimentos, fotopolimerizadores bem como os materiais restauradores, sempre realizando cursos de atualização na área e também atuando com os melhores laboratórios de prótese do estado desenvolveu um protocolo de atendimento para realização das famosas facetas ou laminados,que hoje de tão finas são chamadas de lentes de contato, as quais conseguem alterar formato, cor e até mesmo posicionamento dos dentes sem uso de aparelho ortodontico. Nosso protocolo funciona da seguinte forma: o paciente realiza uma consulta inicial clínica e explicativa, o paciente em seguida é moldado para que em cima deste modelo possamos fazer o “mock up” através do enceramento do caso, após 2 dias o paciente retorna para instalação e visualizacão do mock up, aprovando o resultado, são preparados e moldados os dentes que irão receber as lâminas, o preparo é mínimo ou em alguns casos não tem nem preparo dental, se necessário os dentes recebem um provisório e na próxima sessão são provadas e cimentadas as lâminas com menos de 10 dias de tratamento. A mudança do sorriso é inevitável, ganhamos harmonia, cor, brilho de uma sessão pra outra , ficando um trabalho belo, rápido e duradouro. Com certeza você também vai se apaixonar. Faça a sua avaliação!!!

PARA ESTE VERÃO: DENTES CLAREADOS E CORPO BRONZEADO

Com o sol que está fazendo e com este verão prometendo, nada melhor do que começarmos a cuidar dos detalhes para que tudo esteja em harmonia. Corpo em dia, alimentação saudável, um tom bronzeado e a pedida é seus dentes clareados dando mais luz e graça a seu rosto, demonstrando saúde e cuidado com seu “EU”. É isso mesmo, cuidar de você faz toda a diferença tanto para o corpo quanto para a alma, pesquisas mostram que pessoas que tem auto-estima elevada são mais felizes e também mais prósperas, faça esta experiência basta apenas a sua atitude.

Dicas:
CLAREAMENTO DENTAL E ODONTOLOGIA ESTÉTICA E COSMÉTICA DENTAL
CLÍNICA CEIOP RUA ALBERT SABIN , 1293 3331-5226

CORPO EM FORMA
PRATIKA ACADEMIA Rua Sebastião Lima, 733 – Jardim Monte Libano
3026-1637

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL KITS NUTRI LEVE
DRA MAREZA MATTIOLI GUSMAO (CRN3-MS 3160)
Rua Dolor de Andrade, 429
Monte Castelo | Campo Grande-MS
Fone: (67) 3383-8135 / 9219-4507

BRONZEAMENTO NATURAL
ATELIE DO SOL RUA CORONEL CAMISAO, 296 – CAMPO GRANDE – MS
(67) 9134-3213

HIGIENE BUCAL – A LUTA DIÁRIA!!!

DICA SAÚDE

HIGIENE BUCAL

A higiene bucal é considerada a melhor forma de prevenção de cáries, gengivite, periodontite e outros problemas na boca, além de ajudar a prevenir o mau-hálito (halitose). Higiene bucal é necessária para todas as pessoas manterem a saúde de seus dentes e boca, manter a aprência saudável e um belo sorriso. Dentes saudáveis têm menos cáries. Eles são limpos e têm pouco ou nenhum depósito de placa bacteriana. Gengivas saudáveis são rosas e firmes. A higiene bucal consiste de cuidados tanto pessoais quanto profissionais.

Os dentes devem ser escovados  de três a quatro  vezes por dia, de preferência sempre depois das refeições e antes de dormir, e deve-se usar fio dental pelo menos uma vez por dia.O creme dental deve sempre conter flúor ativo na composição e é recomendado utiizar como coadjuvante da higiene  enxaguatórios bucais duas vezes ao dia.  A escova  ideal deve ter cerdas macias e cabeça pequena para alcançar  até o último dente. A Escovação deve ser feita sempre no sentido gengiva-dente e não em um movimento vai-vem, não esqueça de escovar a língua,pode-se também utilizar um limpador lingual!.  Consulte um dentista se precisar orientação sobre as técnicas apropriadas de escovação e uso do fio dental.

A limpeza regular dos dentes pelo dentista é importante para remover a placa que pode se desenvolver até mesmo com a cuidadosa escovação e uso de fio dental, especialmente nas áreas que são difíceis para o paciente alcançar sozinho em casa.

É  recomendado  a realização de limpeza profissional dos dentes a cada seis meses. Exames e limpezas mais frequentes podem ser necessários durante o tratamento de vários problemas bucais e dentais. O exame rotineiro dos dentes é recomendado pelo menos duas vezes por ano.

10 dicas fundamentais para conservação dos dentes e uma melhor qualidade de vida:

  1. Escovar sempre os dentes ao acordar, depois de cada refeição e antes de dormir;
  2. Manter uma alimentação sempre saudável, rica em fibras e com baixo teor de açúcares e carboidratos;
  3. O grande risco dos açúcares para os dentes é a freqüência.
  4. Após as refeições, sempre passar o fio dental e realizar escovações com  pasta fluoretada;
  5. As escovas devem ser individuais e trocadas a cada 2 ou 3 meses de uso;
  6. O fio dental é indispensável, pois os dentes possuem cinco faces e algumas delas não são alcançadas pelas escovas;
  7. Não esquecer de escovar sempre a língua ou utilizar limpadores de língua para remover a “saburra“restos de alimentos e células que deixam a língua com aspecto esbranquiçado/amarelado)
  8. Evitar alimentos e bebidas com corantes que possam manchar os dentes e as restaurações de resina;
  9. Evitar ingerir refrigerantes e bebidas ácidas, assim como chupar frutas cítricas com muita freqüência. Elas podem causar erosões dentárias e sensibilidade excessiva;
  10. Previna problemas odontológicos visitando seu dentista a cada seis meses.

Extensão em Estética Avançada

Para chegar ainda mais ao alcance da excelência em odontologia estética, Dra Michelle Rodrigues está realizando cursos na área durante todo esse ano de 2012 em Curitiba- PR trazendo muita atualização e novidades na área da estética dental. Venham conferir!!!
Teórico – Laboratorial – Clínico

Corpo Docente

:: Oswaldo Scopin de Andrade
Doutor em Clínica Odontológica – UNICAMP / Piracicaba

:: Ronaldo Hirata
Doutor em Dentística Restauradora – UERJ / Rio de Janeiro

:: Sidney Kina
Mestre em Clínica Odontológica UNICAMP / Piracicaba

Dra Michelle Rodrigues com o mestre da Estética Dental – Dr Hirata in curso

Periodicidade

9 módulos mensais

Quinta-feira (09h às 12h; 14h às 18h; 18h30 às 22h) e
Sexta-feira (08h30 às 12h; 14h às 17h30)

Por que os clareamentos dentários devem ser feitos antes da reabilitação oral?

Dentes mais brancos e saudáveis é um desejo da maioria dos pacientes. Durante um tratamento dentário completo (reabilitação oral), pode surgir a necessidade de realizar coroas, implantes dentários, restaurações e próteses, facetas de porcelana ou lentes de contato. Mas nem sempre o paciente deseja realizar um clareamento dentário naquele momento pois devem haver necessidades funcionais mais importantes como cáries ou ausência de dentes. Porém é necessário tomar a decisão de realizar o clareamento dental ANTES do tratamento completo.

Na verdade todos os materiais das próteses dentárias e restaurações devem ter suas cores escolhidas em harmonia com os demais dentes naquele exato momento.

Se o clareamento dentário for deixado para depois da reabilitação oral, os dentes naturais do paciente irão clarear enquanto que os dentes tratados não irão pois os materiais dentários(porcelana, zircônia e resina) não clareiam sob efeitos do gel clareador. Neste caso os dentes tratados ficarão com manchas ou escuros quando comparados aos dentes clareados.

O material utilizado no gel clareador (peróxido de carbamida ou peróxido de hidrogênio) não tem influência neste fenômeno, nem se a técnica de branqueamento dental for a laser ou caseira. Fonte: Blog Implart.

Boca bem cuidada é sinônimo de corpo saudável…

Falta de cuidados com a boca e a região dentofacial aumentam o risco para problemas respiratórios, de sono, zumbido e inclusive doenças cardiovasculares.

 

Falar, mastigar, deglutir e reconhecer o sabor dos alimentos são algumas das ações realizadas pela boca e seus componentes consideradas fundamentais para a sobrevivência do ser humano. A importância da saúde bucal vai além da digestão e linguagem, afetando a estética, a condição sistêmica do organismo e a vida social. “O indivíduo tem que ter confiança na sua imagem para conseguir se relacionar com as outras pessoas sem constrangimentos e um sorriso bonito e saudável é o primeiro passo”, observa o ortodontista e ortopedista facial Gerson Köhler.

A boca é a porta de entrada de alimentos, bebidas e de muitos micro-organismos que ficam instalados e se desenvolvem nos dentes, gengivas e mucosas bucais. Sem a higiene adequada, ocorre a proliferação de bactérias que podem causar infecções. O problema tem início na boca e se espalha gradativamente para outras partes do corpo. “A saúde bucal não pode ser desvinculada da saúde geral. Estudos científicos já comprovaram que doenças bucais podem provocar doenças sistêmicas e vice-versa”, destaca o especialista, integrante da equipe interdisciplinar da Köhler Ortofacial.

Os órgãos possuem uma interdependência para assegurar a integração do trabalho, ou seja, o funcionamento de uma área depende da outra e se houver algum problema o todo será prejudicado. “Além de comprometer o bem-estar físico e a qualidade de vida do indivíduo, a má higiene bucal pode gerar alterações psicológicas. É necessário ter uma visão ampliada da saúde, pois a boca faz parte de um sistema maior. As anomalias dentofaciais, como as oclusões incorretas, mordida aberta ou cruzada e o apinhamento dentário, também geram reflexos na saúde sistêmica do organismo”, enfatiza.

De acordo com Juarez Köhler, especialista em ortodontia e ortopedia facial e responsável pelo setor de Monitoração Ortopédica da Face Pediátrica (MOFP) da Köhler Ortofacial, a boca não pode ser vista de maneira isolada pelos profissionais. A saúde bucal se reflete nas articulações, vasos sanguíneos e órgãos que parecem – aparentemente – não ter contato com os dentes. “Coração, pulmões, estômago e até as artérias podem sentir os danos de uma cavidade bucal doente. Algumas horas sem escovar os dentes são o suficiente para a formação da placa bacteriana, que causa cáries e periodontite e – a partir desta – pode repercutir inclusive sobre a saúde do coração”,  esclarece.

Boca doente aumenta o risco de doenças cardíacas

As inflamações causadas por micróbios afetam a gengiva e contribuem para o surgimento da gengivite, que progride para a doença periodontal. A consequência é o aumento do risco de doenças cardíacas, respiratórias, artrites, gastrites e sinusites. Quem não escova os dentes pelo menos duas vezes ao dia tem 70% mais chances de desenvolver um problema cardiovascular. “A escovação e o uso do fio dental são essenciais para manter a boca e o restante do corpo saudáveis. Logo após as refeições deve ser realizada a higienização dos dentes e da língua”, recomenda Gerson, professor da pós-graduação da UFPR há 23 anos.

As bactérias aproveitam as lesões na gengiva e o espaço entre o dente e o osso para entrar na corrente sanguínea e percorrer o organismo. Se o indivíduo estiver com o nível de colesterol elevado, as artérias não serão poupadas pelos microorganismos. Eles ainda favorecem a constituição de placas de gordura nos vasos sanguíneos, o que pode causar um infarto ou derrame.  “Diabéticos e gestantes são ainda mais suscetíveis aos males que os micróbios da doença periodontal podem causar. As grávidas têm mais chances de ter parto prematuro e as pessoas com diabetes tem mais dificuldade para controlar a glicemia”, comenta Juarez.

Zumbido e alterações no sono podem ser causados por problemas bucais

O zumbido, som ouvido na cabeça ou nos ouvidos sem fonte externa, é um sintoma que pode indicar a presença de problemas bucais. O bruxismo, denominação do aperto de dentes provocado pelo excesso de força da musculatura facial, pode causar a compressão de áreas vascularizadas próximas aos ouvidos. “O cérebro pode – em determinados casos – decodificar os sinais da compressão como zumbido. O diagnóstico é feito a partir da realização de determinados movimentos que envolvem a face, a cabeça e o pescoço. A atuação do ortodontista em pacientes com zumbido acontece após a indicação do otorrinolaringologista ou otoneurologista”, explica Gerson.

A qualidade do sono também está relacionada com a saúde bucal. Alterações nas arcadas dentárias podem causar a queda para trás da língua durante o sono. O posicionamento incorreto da língua bloqueia a faringe, impedindo a passagem do ar. “A interrupção da respiração por alguns segundos ou a obstrução parcial da entrada e saída do oxigênio gera a Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono (SAOS), um dos distúrbios mais graves no contexto da Medicina do Sono. A SAOS é considerada uma doença multifuncional, com várias causas associadas, que prejudica a saúde em geral e contribui para o surgimento de outras enfermidades”, acrescenta Gerson, que atua de maneira interdisciplinar em distúrbios do sono. Fonte: Bem Paraná.

Conheça alguns cuidados para deixar sua escova limpinha…

Uma boa escovação dental é imprescindível para uma vida saudável  e também livre de bactérias e demais problemas bucais. No entanto, em nossa tão agitada rotina, acabamos nos esquecendo de manter as condições necessárias para o uso do tão precioso item que permite  que todo processo de limpeza da boca seja realizado.

Pensando em você, preparamos dicas sobre como higienizar a sua escova dental, como também os cuidados que se fazem necessários quando o assunto é a saúde dos dentes – confira:

Local

Todos os dias a sua escova deve ser limpa e bem armazenada. Por isso, o primeiro fator de peso que determinará se o item será ou não próprio para o uso, se torna o local onde você irá dispor o objeto.

Segundo especialistas, ao usarmos o toalete, vários agentes patogênicos e coliformes fecais ficam presentes no ar do banheiro, principalmente quando a descarga é pressionada com a tampa do vaso aberta. Deste modo, a escova de dental deve ficar em locais fechados, tais como armários,  gavetas ou porta-escovas com tampas, para assim evitar a proliferação de bactérias.

Higienização

Lembrando que a escova dental  é uma importante aliada contra a placa bacteriana, gengivite, mau hálito e aquele horrível aspecto amarelado e com restos de comida, devemos diariamente fazer uma limpeza nesta tão fiel amiga que possuímos.

Para isto, não basta apenas retirar o excesso de água da escova e nem lavá-la com água corrente: faz-se de extrema importância higienizá-la com produtos que tenham ação antimicrobriana, como os enxaguantes bucais, a título de exemplo.

Após a escovação, enxague e seque bem a sua escova, aplicando sobre as cerdas o enxaguante bucal.  Guarde-a sem retirar o produto em um recipiente fechado, livre da exposição dos microorganismos e apenas a lave com água corrente no dia seguinte, antes de usá-la -  deste modo, você eliminará as possíveis bactérias mortas.

Lembre-se que assim como ninguém reutiliza o fio dental ou as roupas sujas em dias subsequentes, o processo de higienização é um hábito que deve ser adquirido diariamente e sem exceção.

Cuidados

Segundo os dentistas, o período para trocar as escovas varia entre dois e três meses, porém fique atento ao seu aspecto: mesmo com processo de higienização, que aumenta muito a sua durabilidade, quando ela já estiver gasta ou com uma aparência escura, já é hora de trocá-la por uma nova. Indica-se também, fazer o mesmo quando o usuário se cura de gripes ou resfriados, de modo que os germes podem sobreviver a ponto de retomar todo o processo infeccioso.

Tomando simples precauções é possível manter as condições de saúde necessárias para você e toda a sua família – são dicas que vale a pena investir. Fonte: Mundo das Tribos portal R7